Filhos…

 

 

12230911_185916691750475_14235716_n

Marcelo de 9 anos e Sophie de 5 meses.

Sai da escolinha, vai para a natação, sai da natação, vai para o futebol, sai do futebol, vai para judô, depois aula vem a tarefa de casa. Ufaaa! E entre tudo isso tem a pequena Sophie, para dar de mamar, banho, trocar, colocar para dormir, estimular o desenvolvimento, introduzir a alimentação (ela tá nessa fase) e ainda dividir todo o carinho e atenção entre os dois, quer dizer, os três não posso esquecer do maridão que também precisa de mim e cobra minha atenção.

Vida de mãe não é nada fácil, mas sempre damos um jeitinho para superar as necessidades de todos, ou pelo menos tentamos. Vivemos num mundo tão corrido, em que muitas vezes sentimos ansiedade para estimular e preparar nossos filhos para serem os melhores e mais inteligentes. E ainda tem a competição materna (enlouquecedora!!).

Claro que achamos que devemos estimulá-los, mas tudo da medida certa. Sem querer antecipar fases, sem pressão em cima deles. É preciso respeitar o tempo de cada criança, encontrar o equilíbrio entre atividades importantes e o que elas realmente se sentem felizes em fazer.

Bebê precisa ser bebê, criança precisa ser criança. E nós, pais, precisamos entender isso para desacelerar e perceber que não temos que ficar o tempo todo criando brincadeiras e atividades para estimulá-los. Muitas vezes um ritmo acelerado pode trazer sérios problemas emocionais para os nossos filhos.

Com um novo ano que chega, esse é um momento importante para repensarmos o dia a dia. Talvez seja a hora de criamos nossos filhos com menos cobranças e mais valor para coisas pequenas da vida, como os passeios de bicicleta, as idas aos parquinhos e o cineminha no sofá. Vamos relaxar, ser felizes e deixar que eles curtam a infância do jeito que ela deve ser, de forma equilibrada, sem cobranças e obrigações. Concordam?

 

 

 

2 comentários em “Filhos…

  1. Concordo contigo! Quando as pessoas me dizem que ter filhos hoje em dia é muito caro, sempre coloco isso na balança: depende de como vc quer educá-lo. Acredito que não devemos educar nossos filhos para sermos ricos, e sim felizes.. assim eles saberão o valor das coisas e não seu preço! Bjs e que Deus nos dê muita sabedoria nessa missão!

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s